Educação

A educação avançou sem parar em São Paulo. A rede pública cresceu e atende cada vez mais crianças e jovens, da creche até a universidade. Já são 3,7 milhões de alunos na rede paulista, número maior do que a população do Uruguai.

A educação avançou sem parar ao longo dos últimos anos em São Paulo.

A rede pública de ensino de São Paulo tem 3,7 milhões de alunos matriculados (mais do que a população do Uruguai), 238 mil profissionais de ensino e 5,4 mil escolas. Quase 100% dos alunos estão alfabetizados aos 7 anos. E o ensino técnico profissionalizante também cresceu muito nos últimos anos. Já são 223 Etecs, 71 Fatecs e mais de 290 mil alunos matriculados.

E não para por aí! Conquistamos muitos avanços significativos na área da educação.

Creches para a educação das crianças e qualidade de vida das famílias em SP

As creches são essenciais para garantir desenvolvimento social e qualidade de vida às famílias brasileiras. Além de oferecer formação adequada e estimular o desenvolvimento das crianças na primeira infância, muitas mães e pais precisam trabalhar e não têm com quem deixar seus filhos. Por isso criamos o programa Creche Escola em São Paulo.

Em minha gestão foram entregues 295 creches em todo o estado de São Paulo. Mais 249 estão em construção. Mais de R$ 1 bilhão foram investidos no Programa Creche Escola desde 2011.

295 creches entregues

249 unidades em execução

R$ 1 bilhão investidos em creches

Educação

Investimento em Educação Básica

A educação básica sempre foi prioridade para mim. É nos primeiros anos de ensino que as crianças descobrem o mundo do conhecimento, entram em contato com sua própria cultura e desenvolvem habilidades necessárias para o convívio em sociedade. Por esse motivo investi muito nessa área. Lugar de criança é na escola, aprendendo conteúdo de qualidade.

O estado de São Paulo tem a melhor nota no ranking nacional nos três ciclos do ensino básico. Ou seja, a melhor nota do 1º ao 5º ano, do 6º ao 9º ano e do Ensino Médio. De acordo com o MEC (Ministério da Educação), os alunos paulistas têm as melhores notas de Português e Matemática.

Nas escolas da rede estadual, 98,7% dos alunos do 2º ano do Ensino Fundamental já sabem ler e escrever. Atingimos a meta de alfabetização determinada pelo Ministério da Educação dois anos antes do previsto. Foram investidos, ainda, R$ 200 milhões na compra de 31 milhões de livros e R$ 3 bilhões na construção de novas escolas, reformas, restauros e adequações.

E para que as crianças e adolescentes desenvolvam mais atividades complementares, como orientação vocacional, desenvolvimento do projeto de vida, música, teatro, preparação acadêmica e para o mundo do trabalho, foi ampliado em 90% o número de escolas de Ensino Integral.

98,7% dos alunos alfabetizados aos 7 anos

Ampliação de 90% no número de escolas de tempo integral

R$ 3 bilhões investidos em infraestrutura escolar

Investir nos professores é fundamental para uma educação de qualidade

Escola sem professor não funciona. Por isso não economizamos para investir em professores.

Contratamos 97,4 mil novos professores, e desde 2011 já foram pagos R$ 4,2 bilhões em bônus por desempenho aos servidores da educação. Além disso, foram efetuadas 1 milhão de matrículas de professores na Efap (Escola de Formação e Aperfeiçoamento dos Professores Paulo Renato Costa e Souza), com o objetivo de aprimorar a formação profissional.

Mais de 97 mil professores contratados

R$ 4,2 bilhões em bônus para profissionais da educação

Educação

Fatecs e Etecs

Sempre acreditei no potencial do ensino técnico e tecnológico para os jovens. Por isso, fiz muito mais investimentos para as Etecs (Escolas Técnicas Estaduais de São Paulo) e Fatecs (Faculdades de Tecnologia do Estado de São Paulo). O ensino profissionalizante oferecido nas instituições garante nova perspectiva de vida para os jovens de São Paulo.

O Centro Paula Souza é a maior rede pública de ensino técnico e tecnológico do Brasil. Já são 223 Etecs e 71 Fatecs em todo o Estado, somando mais de 290 mil alunos matriculados. São 150 cursos oferecidos pelas Etecs e mais de 70 disponíveis nas Fatecs, em áreas como Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Automação Industrial, Gestão Ambiental, Big Data no Agronegócio, Jogos Digitais, Têxtil e Moda. As Fatecs ainda tiveram um aumento de 78,6% no número de matrículas.

Nas Etecs, os alunos podem fazer o ensino médio junto com técnico, saem com dois diplomas e preparados para o mercado de trabalho.

31 novas Etecs

22 novas Fatecs

Ensino superior de qualidade para os paulistas

Algumas das melhores universidades do Brasil e da América Latina estão em São Paulo, o que faz com que estudantes e pesquisadores do Brasil inteiro busquem vagas nessas instituições. Como uma importante fonte de conhecimento e formação de mão-de-obra qualificada, o ensino superior sempre foi muito valorizado em minhas gestões.

Em 2017 criamos a Univesp, a primeira Universidade Virtual pública do Brasil. Ela começou com cerca de 2 mil alunos matriculados. Hoje, são 243 polos (unidades acadêmicas e operacionais que desenvolvem as atividades) e 35 mil alunos matriculados.

O número de matrículas nas universidades estaduais paulistas sobe ano a ano, assim como a oferta de cursos. Foram implantados 20 novos cursos de engenharia em universidades paulistas e registradas 77 mil novas matrículas.

E, pela primeira vez na história, 50% dos alunos da Unesp e Unicamp vieram de escolas públicas. Uma importante conquista para a educação pública.

77 mil novas matrículas no ensino superior

13 novos cursos na Unesp e USP

10% da arrecadação do ICMS destinados para o Ensino Superior

131 mil bolsas de ensino oferecidas pelo programa Escola da Família

Área de atuação

Trabalhei para modernizar São Paulo, gerando empregos e construindo as bases do desenvolvimento sem comprometer as finanças do estado. Confira a lista de realizações de meus mandatos mais recentes como governador em cada área da gestão pública.